Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser!
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Histórico
Início do conteúdo da página

Histórico

Em novembro de 1615 duzentos valorosos combatentes saíram em aproveitamento do êxito, após a conquista e expulsão dos franceses de São Luís do Maranhão. Os abnegados homens também possuíam a missão de conquistar a foz do Rio Amazonas.

   Em 12 de janeiro de 1616, três embarcações atingiram a baía de Guajará, levantando num pequeno promontório de terra à margem esquerda do Igarapé Piri, um forte de faxina e terra, com alojamentos cobertos de palha, artilhado com doze peças. Batizado de Forte do Presépio de Belém, o aquartelamento originou o núcleo do povoado de Nossa Senhora de Belém. A fortificação destinava-se a conter eventuais agressões dos indígenas e quaisquer ataques dos corsários ingleses e holandeses que operavam na região.
   Nesse contexto, no dia 04 de janeiro de 1908, ocorreu a formalização burocrática da presença militar na estrutura do Estado brasileiro, tendo por base a Lei 1860, ato jurídico que criou a 2ª Região de Inspeção Permanente, atualmente 8ª Região Militar. A origem da 8ª Região Militar, portanto, está diretamente relacionada à própria conquista da região Amazônica pelo Reino de Portugal.
    O Comando da 8ª Região Militar foi instalado no dia 27 de março de 1909, em consequência da Lei nº 1860, de 4 de janeiro de 1908, com a denominação de Quartel General. A Região que abrangia Pará e Aricary (Amapá) tinha a denominação de 2ª Região de Inspeção Permanente e funcionou, provisoriamente, no quartel do extinto 34º Batalhão de Caçadores, no bairro de Nazaré.
    O atual Quartel General Integrado foi construído na então Praça Saldanha Marinho, hoje Praça da Bandeira, no terreno do antigo quartel do 4º Batalhão de Artilharia. Em 1915, foi instalada no mesmo Quartel General a 1ª Região Militar, substituindo a 2ª Região Militar. Mudou a sua denominação para 7ª Região Militar, em 1919. Em 1923, tomou a denominação de 8ª Região Militar, tendo, posteriormente, em 1956, sido criado o Comando Militar da Amazônia e 8ª Região Militar, com jurisdição sobre os elementos do Exército sediados nos estados do Pará, Amazonas, parte de Goiás (ao norte de Porto Nacional), Acre e Rondônia.

   Com a transferência da sede do Comando Militar da Amazônia para Manaus e a criação da 12ª Região Militar, foi mudada a denominação de Quartel General do Comando Militar da Amazônia e 8ª Região Militar, para Quartel General da 8ª Região Militar.
   Em Decreto Presidencial de 8 de julho de 1992, a 8ª Região Militar tomou a denominação de Comando Militar do Norte e 8ª Região Militar. Em Portaria Ministerial de 3 de abril de 1995, retornou a denominação de 8ª Região Militar, com responsabilidade territorial nos estados do Pará e Amapá, no município de Imperatriz – MA e em parte do estado do Tocantins.
   A seguir, em 1º de abril de 2004, em decorrência de nova transformação, foi criada a 8ª Região Militar e 8ª Divisão de Exército, denominação que vigorou até 2013, quando foi criado, por meio da Portaria n.° 142, de 13 de março de 2013, o Comando Militar do Norte, com sede em Belém/PA, voltando a ser denominada de 8ª Região Militar.

registrado em:
Fim do conteúdo da página